Pages

Ads 468x60px

quinta-feira, 8 de março de 2012

A origem do movimento de Mulheres em Vargem Grande.


O dia Internacional da Mulher tem origem em 08 de março de 1857, quando em Nova Iorque, 130 operárias morreram carbonizadas, pois reivindicavam melhores condições de salários, tais como:

1. Redução da carga horária de trabalho para dez horas (as fabricas exigiam 16h de trabalho diários);

2. Equiparação de salários com os homens ( as mulheres chegavam a receber até um terço a menos do salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho);

3. Tratamento digno dentro do ambiente de trabalho.

Em um total ato de desumanidade estas guerreiras, deram seu sangue na luta, 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o 08 de março passaria a ser o "Dia Internacional da Mulher", em homenagem as mulheres que morreram na fábrica em 1857. Mas somente no ano de 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela ONU (Organização das Nações Unidas).

No Brasil, Podemos dizer que o dia 24 de fevereiro de 1932 foi um marco na história da mulher brasileira. Nesta data foi instituído o voto feminino, as mulheres conquistavam depois de muitos anos de reivindicações e discussões, o direito de votar e serem eleitas para cargos no executivo e legislativo.

Em Vargem Grande – MA, a luta das mulheres por conquista de direitos e de espaço tem seu marco entre as décadas de 70 a 90, tendo como grandes expoentes desta luta as senhoras Francisca Braz, Helena da Cáritas, Professora Alice Bezerra, Professora Dudu, Ilma Mesquita, Dona Francisquinha, Dona Otilha, Maria Oliveira, Isabel, Maria do Cantinho, Graça Coco, Nini Barros, Dona Eva, Dona Odinéia, entre outras. O trabalho era voltado para a conscientização de muitas mulheres que viviam à margem da sociedade, e estas, por falta de conhecimento e oportunidades acabavam se deixando levar para a Prostituição.

O tráfico de mulheres, a prostituição e a violência eram de grandes proporções, foi quando em 1985, por incentivo do Padre Antonio Mamedes Fernandes foi criando em Vargem Grande a Pastoral da Mulher Marginalizada, movimento ligado a Igreja Católica, várias mulheres foram convidadas a participar deste movimento, porém bem poucas aceitaram o desafio de evangelizar e conscientizar mulheres que viviam em casas de prostituição, nas vielas e nas periferias de nossa cidade. A Pastoral da Mulher foi coordenada durante muito tempo por Dona Francisca Braz, mulher de luta e de muita fé que aceitou este desafio. Francisca e suas companheiras enfrentaram vários desafios, lembro – me que quando criança eu participava das passeatas e manifestações que marcavam o dia 08 de março daquele período, lembro-me de participar das reuniões de formação e de planejamento dos trabalhos, da luta para que estas mulheres conseguissem seu espaço na sociedade da época, uma sociedade machista e totalitária. Hoje apesar das grandes conquistas, a nova velha luta continua a mesma, apenas com uma nova roupagem, com um ar de modernidade.

A meu ver, esta data, não se pretende apenas comemorar, mais sim discutir o papel da mulher na sociedade atual, lutar para diminuir e, quem sabe um dia terminar, com o preconceito e a desvalorização da mulher. Mesmo com todos os avanços, elas ainda sofrem, em muitos locais, com salários baixos, violência masculina, jornada excessiva de trabalho e desvantagens na carreira profissional. Parabéns a todas as Mulheres que fizeram e que fazem nossa História, que nos mostram no dia a dia como conquistar direitos e espaço, sempre com muita dedicação, responsabilidade e competência, muito foi conquistado, mas muito ainda há para ser modificado nesta história.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TERMOS PARA PUBLICAÇÃO DE COMENTÁRIOS NESTE BLOGUE:

1. NÃO FAÇA COMENTÁRIOS RELACIONADOS À VIDA PESSOAL, À INTIMIDADE, PALAVRÕES, ETC...

2. O autor é o único responsável pelo seu comentário.

3. Ao comentar neste blog você, que esta devidamente identificado, aceita arcar com toda a responsabilidade civil ou criminal da sua opinião, retirando do autor do blog qualquer responsabilidade, a não ser a da própria postagem em si.

4. Seu comentário pode demorar ir ao ar caso sua identidade precise ser confirmada, isso evita o uso indevido do nome de outras pessoas.

5. Comentários anônimos NÃO serão publicados.

6. COLOQUE SEU ENDEREÇO NO TEXTO DO SEU COMENTÁRIO, COMO NO EXEMPLO:

ass: fulano dos anzois pereira, rua dom pedro, 111, centro, vargem grande-ma.

Ao clicar em PUBLICAR COMENTÁRIO, EU, autor do comentário, aceito estas condições para que meu comentário seja publicado.